BIOMAGNETISMO MÉDICO

 

O que é?

É uma técnica que consiste na aplicação de ímanes (não eletrificados nem ligados a máquinas eletrónicas) em diferentes pontos do corpo com o objetivo de estabilizar o PH normal do organismo. Como consequência desta melhoria do “terreno biológico” obtêm-se, entre outros benefícios, a eliminação de vírus, fungos, bactérias e parasitas, causadores de muitas doenças, bem como a deteção e correção de disfunções glandulares e outros fatores prejudiciais para a saúde.

Em 1988, o Dr. Goiz Durán, ao assistir um doente com Sida, descobriu que havia dois pontos – um na parte média do externo e outro no cóccix – que tinham polaridades magnéticas distintas. Ao prosseguir as suas investigações em milhares de pacientes, o Dr. Goiz Durán concluiu que a cada doença corresponde um par biomagnético específico. Atualmente estão descobertos e identificados mais de 300 Pares Biomagnéticos. 

É um método não invasivo nem doloroso, compatível com outros tratamentos médicos convencionais ou complementares.

 

Como funciona?

Cada patologia cria um campo magnético próprio com os seus polos positivo e negativo. O polo positivo, gerado por excesso de iões de hidrogénio (H+), tende à acidificação e ao desenvolvimento de vírus e fungos. O polo negativo, ao contrário, originado por défice de H+ e pela presença de radicais livres, tende para a alcalinidade e favorece assim o desenvolvimento de bactérias e parasitas.

Ao aplicar os ímanes por pares magnéticos, cria-se um campo energético que restaura o equilíbrio “ácido-alcalino” do organismo, gerando um habitat onde os seres patogénicos não podem sobreviver. Assim, consegue-se anular e reverter as condições que propiciaram à doença e a sintomatologia tenderá a desaparecer paulatinamente e de maneira natural, começando frequentemente a fazer-se sentir as mudanças positivas na saúde do paciente desde a primeira ou segunda sessões. Esta terapia natural baseada na energia magnética, não requer cortar, espetar, manipular ou a toma de quaisquer produtos químicos/tóxicos. Não produz efeitos secundários indesejáveis nem propicia contágios.

 

Prevenção

Atua também como técnica preventiva, eliminando seres patogénicos que apesar de não terem provocado ainda qualquer manifestação de “doença”, poderiam vir a fazê-lo no futuro.

 

Sessões

Decorrem com o paciente vestido e deitado numa marquesa ou cama de barriga para cima. O terapeuta através de um teste muscular ou kinesiológico, analisa e deteta onde está o desequilíbrio do PH no organismo. À medida que vai detetando essas alterações, vai colocando pares de ímanes de baixa intensidade. A duração de uma sessão é de aproximadamente 60 minutos.

O número de sessões necessárias dependerá de cada paciente e de cada patologia. Não há dois pacientes que reajam de maneira exatamente igual a um mesmo padecimento. Fatores como constituição, idade, metabolismo, estilo de vida, estado nutricional, estado anímico, carga tóxica, alterações pessoais do sistema imunológico, tempo de evolução do padecimento, medicamentos tomados, variam necessariamente em cada um.

 

Contra-indicações

O Biomagnetismo é contraindicado a pessoas que tenham sido submetidas a tratamentos de quimioterapia há menos de um ano e em pessoas que utilizem pacemaker.

 

QUE DOENÇAS SE PODEM TRATAR COM BIOMAGNETISMO?

Com este sistema terapêutico previnem-se, atenuam-se ou tratam-se quase todo o tipo de doenças:

  • Auto-Imunes: Lúpus Eritematoso Sistémico, Artrites Reumatóide, Esclerose Múltipla…
  • Cancro: Em algumas das suas manifestações, dependendo do dano no tecido, do avanço da doença e dos orgãos afetados…
  • Cardiovasculares: Hipertensão, Hipotensão, Arteriosclerose, Cardiomegalia…
  • Dermatológicas: Psoríase, Dermatite Atópica, Dermatite por contato, Neurodermatites…
  • Disfunções Glandulares: Tiróides, Paratiróides, Ovários, Testículos, Supra-renais…
  • Gastrointestinais: Infeções, Colites, Obstipação, Diarreia, Hemorróidas…
  • Genito-Urinárias: Infeções em todo o aparelho Genito-Urinário, Próstata…
  • Ginecológicas: Dismenorreia, Amenorreia, Infertilidade, Miomatose, Quistos…
  • Hematológicas: Anemia, Leucemia…
  • Hepáticas: Hepatites, Cirroses…
  • Oftalmológicas: Glaucoma, Conjuntivite, Hipermetropia…
  • Osteomioarticulares: Osteoporose, Dores ósseas e musculares, Fibromialgia…
  • Renais: Infeção, Insuficiência renal…
  • Respiratórias: Catarro, Gripe, Asma, Bronquite, Laringite, Sinusite, Rinite alérgica, Amigdalite…
  • Sistema Nervoso: Dores de Cabeça, Ansiedade, Insónia, Vertigens, Fadiga, Esclerose Múltipla…
  • Venéreas: Papiloma Humano, Sífilis, Gonorreia, Herpes Genital, Candidiase, VIH/SIDA…

 

Back to Top